A ternura do choque


Ontem sonhei com você. E de repente, num pestanejar de olhos, você apareceu. Como um monumento que sempre esteve no mesmo lugar, mas eu completamente absorta em pensamentos nunca havia reparado. Foi como se você sempre estivesse ali, do meu lado. Como se nunca houvesse ausência nem distância. Ah, me deixe falar de nosso encontro.
Encontrei-a tão de repente. Não foi proposital, foi como uma colisão de carros em 200 km. Nenhuma de nós esperava, nem imaginava. A batida teve tal magnitude, que me deixou encantada. Pedindo mais e mais encontros. Me senti no dia 11 de setembro. Via as explosões, a cor ígnea do fogo, as torres gêmeas caindo dentro de mim. E tão rápido se reconstruiu em uma só. Uma cordial e onipresente.

Comentários

Postagens mais visitadas