Breve desfalecimento.




Eu deixei de escrever. Por um mês, não sei ao certo.
Cadê o sujeito dos meus textos? Sujeito está oculto.
São apenas palavras vazias, jogadas ao vento.
Perdi mais uma vez.
Caí mais uma vez.
Não, não estou sofrendo.
Não, não está doendo.
Eu não sei o que sentir. Joguei pro lado.
Veja bem, meu bem. Eu sempre amei um alguém, e esse alguém nunca foi você.
Aceite, como eu aceitei.
A culpa é sua.
Ora, como vai? Está vivendo sua vida que acha completa?
Meus artifícios são melhores que o seus. Teu mundo é de mentira.
Julga-se tão altruísta. Mas é tão egoísta.
Olá, como vai você? Engula todo o seu amor, dê-me sua dor.
Engasgue com teu ar poluído.
Quanto a mim.. Nem te esqueci, mas não faz diferença.
Viva tua vida desprovida de cor, enquanto a minha se enche de flores. 

Se achares que penso em ti, engana-te.
Teu gosto dissolve como um ácido.
És amarga.
Doce são meus olhos. Que refletem minha alma.

Vejo sangue em suas mãos. Meu sangue.
Se achares que ira me fazer falta, engana-te.
Sou mais forte do que isso.
Sou mais forte que você.

Não irá me fazer falta tua companhia.
Nem sua presença irá me afetar.
Bailarina da morte nunca foi você.
Dona dos meus sonhos nunca foi.
Dei-lhe um coração de plástico como se fosse meu.
E você acreditou.
Quanto ingênua foi acreditando em meu ser.

Sou feita de sonhos.
As mentiras são minhas cúmplices.
Não acredite.

Florestas e lagos cobertos de musgo.
Árvores caídas pelo chão úmido.
Sol ofuscante frio radiante.
Tragam-me luz.

Deixa os ventos soprarem.
Deixa estar.
Toque tua vida.

Enegreceu o céu com meu ódio.
Não importa o quanto teu ar ainda é o que eu respiro.
'' Não escolho lados. Se você me deixar com raiva da vida, vou querer que você morra. ''
 Não é ignorância. É autodefesa.
Se nunca me amou, não irá se importar.
Almejarei teu fracasso.
Em todos os dias, quando meus olhos abrirem.
Irei esperar você cair.

Se lembre, se lembre de mim.

Comentários

Postagens mais visitadas