1901





Esses vagões carregavam nossa alma. Presas, enclausuradas.  Cadáveres e coisas desprovidas de vida.  Assim como eu, você - assim como nós. Viramos pó.
Eram vazios aqueles vagões de trem, apodrecidos pelo tempo. Como eu - como nós.
Era, foi. Tudo no passado se encaixava em você. Meu obsoleto amor. Enterrado na parte mais sóbria do meu coração. Dei-lhe substantivo enquanto ainda era vivo - enquanto éramos vivos. Depois que o amor acabou - se é que acabou - uma parte de nós se foi. A promessa selada por dois corações perdidamente apaixonadas se rompeu. Assim, se rompeu uma parte de nós.
Ouvi o som da ruptura, assim que partiu. Assim te perdi. Assim como todo dia te perco, quando repasso em minha mente toda a nossa história.
Sem você, meu coração é vazio e desprovido de qualquer afeição. Pois, eu sou você. Você sou eu. Isso é maior que nós.
Quando passo por esse lugar, me vem todas as memórias possíveis. Outra era num outro tempo.
Onde está você? Só queria repartir as dores da memória.
Uma sensação de morte prematura me invadia ao entrar dentro. Tantas lembranças.
Ainda sentia o cheiro do tabaco, as tulipas jogadas no chão - murchas. Nossos nomes, de alguma forma entrelaçados em uma das paredes do vagão.
Primícias da infância. Sentia até o gosto do primeiro beijo, da infância e das travessuras. Do corpo quente e aconchegante. Teu cheiro que permeava. Na harpa de meus ouvidos, tua voz retumbava. Na pele translucida, teu toque prevalecia. Fragmentar-me-ei quando sentia tua essência. Teu hálito, tua boca.
Permaneceu intacto, irreal, imortal.
Acreditar que pensavas em minha pessoa era um alívio utópico para minha mente perturbada.
Era refúgio. Era meu escape de fuga de todas as lamúrias e infortúnios que existiam. De todas dores insuportáveis. Noite de tormenta viravam luas distantes.
Tua presença ainda é viva e esplêndida. Dentro de mim.
Tu ainda vives em mim, e só isso importa.
Tua alma toma forma em minha sombra.
Tudo era real em 1901.

''Nosso amor é como o vento, não posso vê-lo mas posso senti-lo.''

Comentários

Postagens mais visitadas