And i love her






Me perdi na vastidão do olhar, nos cabelos de cores excêntricas, nos lábios pequenos; mais apetitosos, nas palavras doces e amargas, nos desamores, nos desencontros, no medo de perder, na esperança de encontrar, na avalanche no estomago, nas borboletas voando sobre meu coração, no sangue derramado, na ferida aberta, no conflito reciproco, nas vontades, nas ternuras, nas intensidades, nas insanidades, na tenacidade, na colisão, nas estrelas. Me perco um pouco mais a cada dia, a cada dia mais me afundo dentro de mim, pra ver se o tamanho fica aceitável.
E sabe o que? Tudo isso me faz te amar um pouco mais.
Luto um dia por cada, luto com a dor de ter - e não ter.
O tempo passou tão inconstante, mas tão belo.
Brotou flores no relógio e no calendário.
Sobre o coração fúnebre um véu reparou todas as feridas que a saudade causou.
Sobre as cartas a mão escrita em segredo e nunca enviadas a dor que descarreguei.
Mas não me arrependo.

Comentários

Postagens mais visitadas