Sing me to sleep, sing me to sleep.




Se a maré não baixar, o que há de acontecer, querido? Como poderei erguer-me do solo, se o mar se prostrou em meus pés e tomou conta de meu coração? Minhas lágrimas são ondas furiosas, beirando um tsunami. Meu pranto é do tamanho de um arranha-céu.
Ao amanhecer, deitada sob a baía, ''reflito-me''. As ondas estão calmas, indo e vindo, só o que podia ouvir era o som das ondas quebrando e as gaivotas cantando. Enamoram-se os casais a beira da praia, caminhando com os sapatos nas mãos, com garrafas de cerveja e cigarros. Um homem passou e me olhou. Mas que covardia, ele se virou e foi embora.
Talvez ele não me viu, tanto faz. Talvez eu fosse um fantasma vagando pela Terra para descarregar tuas lamúrias sobre uma folha de papel.
Era noite de Ano Novo. E o ano novo nada mais era do que uma mera data de comemoração idiota pra babacas que perdem seu tempo se vestindo de branco e pensando que a merda do ano ia ser bom. Nada mudava, só permanecia, a cada maldito ano.
Diziam que o ano novo era tempo de deixar os fantasmas do passado se desprenderem, jogar a bagunça no lixo, arrumar o guarda-roupa... Para mim era apenas mais uma dor de cabeça. Foda-se essa porcaria de dia idiota onde todos só me lembram o quão infeliz sou. É como um tapa na cara sair pra rua e ver todos rindo, se divertindo, se abraçando e se beijando. Desgraçados. 
E por qual motivo eu ia ficar feliz, pensei. Praticamente todo ano da minha vida começava com meus pais brigando. Aliás, minha mãe e meu padrasto, porque meu pai é um desgraçado que não está nem aí pra mim. Não é uma coisa que se possa esquecer. Não contarei mais, não gosto de falar sobre isso. 
Ah, queria ser normal. Aproveitar o mar como todos.. Se divertir. Mas o mar era tão silencioso, eu o olhava e comparava-o a mim mesma, pois olhando-o e analisando-o, ele podia explodir a qualquer momento, assim como eu. Inconstante.
Eu só queria dormir e nunca mais acordar. Queria que todo mundo parasse de soltar fogos, e de rir, pois o mundo não estava assim pra mim. Meu mundo era vazio. Meu mundo se perdeu numa noite de sono. Meu mundo se projetou em sonhos, e lá ficou. Eu sonhava tanto com a minha morte, que me matei em sonhos. 


 '’Don't try to wake me in the morning
'Cause I will be gone
Don't feel bad for me
I want you to know
Deep in the cell of my heart
I will feel so glad to go. ‘’

Comentários

Postagens mais visitadas