Stars fall from the sky



Nosso amor seria calmo
e suave
com uma música de jazz
mas acabou-se antes
d'eu dizer: adieu mon amour.

Minh'alma vaga
rumando o infinito
de nuvens, de sonhos calorosos,
desprende-se das coisas
espremidas dentro de si.

Toma rumo, coração
sai dessa rua de contramão
a multa é penosa
dá ré, vá em frente
desprenda-se.

Deixe as memórias irem embora,
as mágoas reprimidas
o choro de amor sufocado pelo travesseiro
de sonhos funestos
deixe as lágrimas rolarem.

Deixe-as ir.
Deixe-o ir.
Deixe-me ir.
Pra longe.
Só quero desagoniar, por favor.

A alma vaga atrás
do que não se conquistou
do que nunca se teve
do que foi construído

É que, meu bem
eu vivo tão sozinha
de amor
e a partida é tentadora.

Comentários

Postagens mais visitadas