No terraço do Ouvidor

Lá no topo do Anhangabaú
o céu tinha manchas arroxeadas como hematomas. 
E por um infinitésimo minuto, era como sentir a pressão
do fundo do mar por de trás daquelas grades.
Como se o mundo quisesse destruir aquelas paredes
já desgastadas pelas estações
e estações
e estações... 

Ameaçava-se destruir aquele afável universo paralelo
cheio de calor, suor;
corpos, corpos girando
na ciranda irregular acompanhando a banda.

Cigarro pendendo entre os lábios, desidratados pelo tempo seco.
Ar soturno, chapéu-coco, batom vermelho,
e os inseparáveis Marlboro Lights.
Dourados, dourados.
Light, gold, tanto faz.

Respiração irregular.
Pulmões protestando pelos tantos lances de escada subidos.
Doze andares de sufoco, andares sem fôlego.
Um trago a cada degrau. escada infinita.

Descontentamento na metade do caminho.
Pausa.
O andar está ocupado por música, abarrotado de pessoas
embriagadas de poesia e Catuaba.
Ou seria Itaipava?

No andar dois tinha uma bailarina
a bailarina dançava e como uma jasmim
espalhava teu cheiro pelo local, alheia
aos olhares que atraiu com sua dança sutil. 
Corpo flexível, suavidade.
Pluma em madeira.

Mas no terraço, se a ruptura tivesse uma cor
seria ferrugem. pois era como as grades estavam:
enferrujadas.

Uma foto capa de álbum.
O ar carregado de poluição e de despedida.
Ah, mal sabia! As paredes que já abrigaram
tanta arte e resistência, corpos e suor;
almas que florescem no caos. 
Tem em seu âmago, bem escondido, quietinho,
algo que não foi.
Hoje repousa, naqueles mesmos degraus,
quase desmoronando, a decente despedida.
O abraço apertado, a carícia no rosto
o aperto de mãos e o adeus amigável.

Lá do alto, bem no topo do Anhangabaú,
(pedras e ferrugem)
apodreciam no coração as esperanças
dos corpos enlaçados, brandura e comunicação.

Tudo foi rudemente coberto pelo véu da tristeza
na cidade cinza, do céu de hematomas.
Bem lá em cima, no Ouvidor, num abismo de incertezas.
Ah, tamanha foi a dor e a ausência de cadência
naquele terraço que se cobriu de desamor. 

Comentários

Postagens mais visitadas