(Entre parênteses)

Quão triste é, finalmente, 
conhecer alguém que é 
imenso como um oceano 
em meio a tantas pessoas rasas 
e não poder mergulhar por inteiro
por questões maiores 
que qualquer sentimento 
(mesmo que o mesmo consuma tudo por dentro
com tamanha intensidade).
Quão doloroso
é o meio-termo 
do amor.
Quão doloroso é matar algo
que não queremos que morra.
Quão doloroso o fim de
algo que só existiu entre parênteses.

Comentários

Postagens mais visitadas