Morte por sufocamento do amor

Sufoco
pois meu amor
não respira
tamanha
a urgência
de estar em
você, com você.
Sentir
a conexão
dos corpos
em
perfeita
dessincronia.

Reprimo,
sufoco
me sufoco
te sufoco.

Sufoco
em um, aquele,
abraço
que carrega
todas as
carícias
que nunca
irão ser
feitas
em sua alma-oceano,

Enrolo o cabo
em meu pescoço
por todas as palavras
que nunca irão ser
ditas e que vão apodrecer
aqui, sufocadas.

Me matarei sufocada
de tanto amor
que nunca irá ser entregue
ao destinatário.

Prendo a respiração
prendo a respiração
prendo a respiração
então, como um balão,
me solto, com desalento
e vôo sem direção.

Deixa pra lá...

Comentários

Postagens mais visitadas