A sujeira não se enfeita com flores

Eu fico só
vagando

pelas ruas
irregulares.

Nas esquinas
com um cigarro,
vagando
só.

Com certezas
diluídas
em álcool
barato. 

A falta de comunicação
deixou tudo implodir
dentro.

O que resta
é o rosto desolado
no espelho. 

A decadência,
o submundo,
o copo transbordando,
a insanidade incontida. 

Comentários

Postagens mais visitadas